Improbidade: ação contra ex-prefeito tramita há 1.650 dias

0
153

Completa hoje 1.650 dias em tramitação, na 2ª Vara da Fazenda Pública de Maringá, a ação civil pública movida pelo Ministério Público Estadual contra o ex-prefeito de Silvio Magalhães Barros (PP) por causa de irregularidades nas despesas realizadas com propaganda e publicidade em 2005.
De acordo com a denúncia, a administração de Silvio Barros II teria adquirido milhares de agendas, kit com canetas metálicas, mousepads, junto a empresas terceirizadas, além de contratar o desenvolvimento de um site, utilizando recursos de licitação que não previa tais aquisições. À época, os gastos irregulares chegaram a R$ 152.102,51, segundo auditoria do MP. O juiz Marcel Ferreira dos Santos, ao aceitar a ação, destacou que ela veio “acompanhada de farta documentação, lastreada, inclusive em inquérito civil e auditoria interna do Ministério Público”.
Além do ex-prefeito, são réus na ação duas agências de propaganda (Meta Propaganda e Única Propaganda), seus proprietários (Odete Maria Latenschlager Zanco e Ademir Elizeu Lautenschlager), e três ex-secretários municipais do pepista (Henri Jean Viana/Comunicação Social, Norma Deffune Leandro/Educação e Paulo Trisóglio do Nascimento/Fazenda). fonte:www.angelorigon.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui