Operação policial aborda mais de 1,3 mil pessoas em Curitiba

0
256
A Polícia Militar do Paraná (PM-PR) iniciou uma mega-operação (Operação 100) em Curitiba e Região Metropolitana nesta sexta-feira (2). São 165 viaturas, 550 policiais militares de todos os batalhões espalhados pelos municípios com auxílio de motocicletas, cães, cavalos e helicóptero. Curitiba, 02/08/2019 - Foto: Geraldo Bubniak/ANPr

A prevenção de crimes foi o maior resultado da operação desencadeada pela Polícia Militar desde a tarde de sexta-feira (02/08) até a madrugada de sábado (03/09), em Curitiba. A “Operação 100” abordou mais de 1,3 mil pessoas e de 630 veículos. Foram detidas 12 pessoas, apreendida uma arma de calibre restrito (pistola .40) com 28 munições e outros materiais. O trabalho contou com 550 policiais em 165 viaturas e 60 em cavalos para reforçar o policiamento, intensificar abordagens e fiscalizações em áreas residenciais, comerciais e públicas e no trânsito.

Debaixo de chuva o soldado Adriano e o Sargento Fahur acompanharam o lançamento da operação. veja o vídeo

“Ao estudarmos a incidência criminal, estamos constantemente mudando a forma de aplicação do nosso efetivo. Os índices apontam que a maior incidência de criminalidade ocorre em véspera de fim de semana e início de mês, quando as pessoas circulam para pagar contas e fazer compras. O resultado disso é uma sociedade melhor protegida”, disse o comandante-geral da PM, coronel Péricles de Matos, que acompanhou o lançamento da operação.

De acordo com o comandante do 1.º Comando Regional de Polícia Militar (1º CRPM), tenente-coronel Hudson Leôncio Teixeira, o mais importante é a prevenção da criminalidade. “Foi perceptível, desde o anúncio da operação até a finalização dela a queda de ligações para o telefone 190. Posso dizer, com certeza, que a população ficou mais tranquila e que nosso papel foi cumprido. E isso se deve ao emprenho de cada policial militar, homem ou mulher, que, mesmo com chuva e frio, foi às ruas combater o crime”, destacou.

A operação resultou na abordagem de 1.352 pessoas de 516 veículos e mais 119 motocicletas (sendo seis motos frete – utilizadas para a realização de entregas), 21 bares e lanchonetes e 15 praças. Foram apreendidos 113 buchas de cocaína, 32 porções de maconha, um conjunto de som e quatro estepes (pneus). Um veículo foi recuperado e sete carros e seis motocicletas recolhidos devido a irregularidades.

ENCAMINHAMENTOS – No bairro Cajuru, os policiais do 20º Batalhão de Polícia Militar (20º BPM), abordaram um homem com uma pistola de calibre .40, municiada. O homem foi preso e encaminhado, juntamente com a arma e as 28 munições, à Central de Flagrantes.

Na região central da cidade, os policiais do 12.º BPM abordaram dois rapazes que acabavam de sair de um carro estacionado e tentavam se afastar do local da ação policial. De acordo com o boletim de ocorrência, os dois rapazes informaram que aguardavam um carro de aplicativo, porém, durante a revista foi encontrada a chave do veículo que estava estacionado. Dentro do carro a equipe localizou quatro pneus estepes, um notebook, três celulares e uma câmera GoPro, todos objetos furtados. Os dois foram encaminhados à Central de Flagrantes da Capital.

Outra equipe do 12.º BPM apreenderam 113 buchas de cocaína, 32 porções de maconha durante patrulhamento no bairro Parolin. A droga estava em uma pochete abandonada no “Beco T”, além de R$ 195,50 em dinheiro. Também houve o encaminhamento de três homens com mandados de prisão em aberto (sendo dois na região do Parolin e um na região sul de Curitiba). Eles foram encaminhados para a Delegacia de Vigilância e Captura (DVC).

TRÂNSITO – Durante a “Operação 100” também foram feitas ações de trânsito, como abordagens a veículos e bloqueios policiais, o que resultou no registro de 89 infrações de trânsito, na recuperação do veículo, no recolhimento dos sete veículos e das seis motocicletas. O Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) também atendeu a 11 acidentes de trânsito, além de um atropelamento.

PLANEJAMENTO – A aplicação do policiamento se deu com base no estudo do Setor de Planejamento do 1.º Comando Regional da PM (1º CRPM), que analisa criteriosamente a incidência de crimes para verificar quais ações podem ser feitas para atender à necessidade da comunidade. “O crime migra, muda de estratégia, mas nós estamos atentos e também mudamos nossas estratégias de ação para combate-lo”, disse o tenente-coronel Hudson. “A PM inicia o mês de aniversário com esta megaoperação para a sociedade, a quem nós temos como missão proteger”, complementou.

Efetivos do 12.º, 13.º, 20.º e 23.º Batalhões da Polícia Militar, que fazem o trabalho ostensivo, aplicaram as equipes de radiopatrulha, de Rondas Ostensivas Tático Móvel (ROTAM) e de Rondas Ostensivas com Aplicação de Motocicletas (ROCAM). Cada unidade atuou em sua área de abrangência. O Regimento de Polícia Montada (RPMon) colocou equipes a cavalo em pontos estratégicos da cidade, assim como a Companhia Tático de Trânsito (Cotamotran) do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran).

Para ampliar a presença da PM, os efetivos administrativos dos respectivos batalhões, incluindo do 1.º CRPM, também participaram as ações. Módulos móveis reforçaram os trabalhos da Operação 100, nos pontos determinados pelo planejamento do 1º CRPM.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui