Testes em urnas eletrônicas encontram falhas mínimas, diz TSE

0
241

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) encerrou nesta sexta-feira (29) o período de cinco dias seguidos de testes públicos para confirmar a segurança do processo de votação das urnas eletrônicas que serão utilizadas nas eleições municipais de 2020. Segundo o TSE, um grupo de peritos da Polícia Federal (PF) conseguiu encontrar falhas superficiais no sistema, que não comprometeram o sigilo do voto. 

Durante o período de testes, o TSE abriu parte dos 30 mecanismos de segurança do equipamento para que os peritos pudessem violar o sistema. Dessa forma, segundo o tribunal, os peritos da PF conseguiram alterar informações secundárias, mas os dados sobre os eleitores e os candidatos permaneceram inviolados. 

Segundo a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, as pequenas falhas encontradas são importantes para melhorar o sistema da urna. “O objetivo deste evento foi de fortalecer o sistema eletrônico de votação, verificar se os recursos implementados na urna atendem as necessidades de segurança”, afirmou a ministra. 

Edição: Nádia Franco

COMPARTILHAR
Artigo anteriorBolsonaro diz que governo não atuará para baixar o preço da carne
Próximo artigoVitor Belfort vai lutar pelo ONE
Nascido em Maringá, Annibal se formou em Direito e atua como empresário no setor moveleiro e no agronegócio, tendo iniciado sua carreira associativista no COPEJEM. Atuou e presidiu diversas instituições como Rotary, Instituto Bianchini, Conselho do Comércio e APAE. Foi candidato a vereador em 2016 e a Prefeito em 2020 em Maringá. Aluno formado no RenovaBR, recebeu prêmio Destaque do Sul do Brasil no projeto Renovar o Brasil de 2019. Recebeu 18º prêmio Working de Jornalismo da Revista Conexão Paraná sendo escolhido como personalidade do ano por seus projetos sociais. Colunista no Blog Café em Pauta e no O Diário de Maringá. Comentarista no programa Paraná Notícias da Band sobre empreendedorismo. É um pé-vermelho apaixonado por sua cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui