Ricardo Barros líder de Lula, Dilma e agora de Bolsonaro?

0
2798

Ricardo Barros foi ministro da saúde de Michel Temer e a Procuradoria da República no Distrito Federal, órgão do Ministério Público Federal, ajuizou ação
por improbidade administrativa na aquisição de medicamentos sem licitação por conta de demandas judiciais.

Segundo o MPF, entre as irregularidades cometidas sob a gestão de Ricardo Barros estariam
favorecimento de empresas, desrespeito à legislação sobre exigências no serviço público e de normas
sobre licitações, prejuízo a patrimônio público, descumprimento de decisões da Justiça e medidas que
teriam contribuído em casos que resultaram nas mortes de 14 pacientes.

Ricardo Barros é cotado para ser o novo Líder do governo
Bolsonaro.

Com este currículo Bolsonaro lhe dará a liderança?



DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui