‘Reinvente a Sua Cidade’ é a aposta dos municípios para a retomada da economia paranaense

0
317

“O Reinvente a Sua Cidade chega no momento oportuno para que o Paraná saia na frente no processo da retomada do desenvolvimento da economia brasileira.” A afirmação do presidente da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), prefeito de Mandaguari, Romualdo Batista, o Batistão, traduz a expectativa dos gestores públicos em relação à queda drástica verificada na arrecadação de impostos, taxas e tributos, por causa dos reflexos da pandemia da COVID-19, na atividade produtiva, e a consequente escassez de recursos para administrar e manter as prefeituras em atividade.

Para o vice-governador, Darci Piana, o Reinvente vai desempenhar um papel fundamental na retomada do desenvolvimento econômico do Paraná. O secretário de Estado do Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Bernardo Jorge, espera que o projeto ajude a encontrar soluções para atrair investimentos; melhorar o desempenho das empresas existentes; incentivar o surgimento de outras; e contribuir para a produção de riqueza e a abertura de postos de trabalho para os paranaenses.

União

Darlan Scalco, prefeito de Pérola e presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), destaca que a crise uniu mais os prefeitos, fortaleceu as parcerias e favoreceu novos trabalhos em conjunto. Ele ressalta a participação do Sebrae e do Governo do Estado na elaboração do projeto, “que será essencial para os municípios”.

Na avaliação do diretor-superintendente do Sebrae, Vítor Roberto Tioqueta, o Reinvente, por reunir as principais forças do setor produtivo e o poder público, será capaz de apresentar os resultados para superar a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Aline Albano Justus, diretora da Escola de Gestão Pública do Paraná, afirma que a estrutura da escola está à disposição dos servidores municipais para capacitá-los e torná-los cada vez mais preparados para desempenharem as funções deles e prestarem um serviço de qualidade para a população. Ela acrescentou que o secretário de Estado da Administração e da Previdência do Paraná, Marcel Henrique Micheletto, é um entusiasta do Reinvente e apoia toda iniciativa que surgir fruto dos trabalhos nos municípios.

Encontros Regionais

O Reinvente começou a ser apresentado à comunidade paranaense na segunda-feira. Os detalhes são mostrados em nove encontros regionais, divididos pelas áreas de abrangências das associações de municípios. Com a chancela da AMP, Sebrae e Governo do Estado, a iniciativa tem a parceria das federações das Indústrias (Fiep); da Agricultura (Faep); do Comércio (Fecomércio); das Associações Comerciais (Faciap), das Empresas de Transporte de Cargas (Fetranspar); das Micro e Pequenas Empresas (Fampepar); Sistema das Cooperativas (Ocepar); Fomento Paraná e Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo-Sul (BRDE).

A abertura dos encontros regionais é feita pelo psicólogo e mestre em Psicologia Social, Paulo Vieira. Ele fala sobre o papel do líder na retomada da economia. Cita que para “recolocar o trem nos trilhos” é preciso inspirar, conectar e mobilizar as pessoas. Que para a engrenagem voltar a girar é necessário se estabelecer um ambiente de confiança, cooperação e corresponsabilidade.

Vieira afirma que o processo de reinventar uma cidade é feito a várias mãos e muitos cérebros. “É o construir juntos. É a soma das competências individuais. São as visões diferentes, que se integram para criar, inovar”, frisa.

Manual Técnico

Após a palestra do professor da Fundação Dom Cabral, uma das mais renomadas escolas de gestão do País, o coordenador Estadual de Negócios Institucionais do Sebrae, Vinícius Milani, apresenta o Manual Técnico do Reinvente e os objetivos do projeto. Explica que é recomendado constituir uma “Força-Tarefa” para organizar e coordenar as ações. O colegiado deve ser formado por representantes da iniciativa privada, poder público, da sociedade civil organizada.

Milani diz que o Manual é autoaplicável. Tem as orientações, dicas e “check list” para subsidiar os integrantes da Força-Tarefa, na condução do trabalho. Para auxiliar os municípios, o Sebrae, também, disponibiliza uma central digital e outros canais para tirar dúvidas e oferecer mais informações. “Estamos ao lado dos municípios. Esperamos que os paranaenses abracem o projeto e colham os bons frutos das ações”, afirma.

Com Assessoria de Comunicação da AMP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui