Reúso de água será destaque em Simpósio 100% online e gratuito sobre Cidades inteligentes

0
926

O problema da falta de água no Brasil e no mundo é uma realidade cada vez mais próxima da população, influenciando também como importante fator de inclusão social de milhares de pessoas que não têm acesso aos serviços básicos, como saneamento e água encanada. Assim, a crise hídrica virou notícia frequente nos principais jornais, além do racionamento e dos rodízios de abastecimento, comuns na rotina da população.

Diante deste cenário de forte restrição ao uso dos recursos hídricos, o reúso surge como uma prática inteligente, sustentável e possível para auxiliar a sociedade a encontrar novas alternativas para setores como: indústria, agricultura e abastecimento humano. Nos grandes centros urbanos, campanhas de combate ao desperdício de água são cada vez mais comuns, na tentativa de sensibilizar e mobilizar a população para o uso consciente deste recurso essencial para saúde pública e qualidade de vida do cidadão.

Segundo a diretora da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental do Paraná (ABES-PR), Karen do Amaral, o Brasil não possui histórico de investimento no reúso da água. “Desde a legislação de 1997, há mais de duas décadas, houve pouca evolução deste assunto no país e continuamos sem uma política de reúso. Não temos cultura de incentivo para a indústria e setor produtivo. Por isso, não conseguimos avanços sistêmicos. Precisamos investir em pesquisa, tecnologia de saneamento, além de trabalhar integrados com as universidades e as instituições.”

https://www.youtube.com/channel/UC0GbTGoftG_Nk983GDutS2Q?

A diretora destaca também outras dificuldades que impedem os avanços do reúso da água no Brasil como problemas de gestão, baixo investimento em tecnologia e infraestrutura, poucos incentivos à prática do reúso, o que dificulta conquista significativas para o avanço do assunto que necessita de mais atenção das autoridades.

SOLUÇÃO DE CONHECIMENTO INTERNACIONAL – Devido a relevância do assunto e a real necessidade de ser melhor analisado, a ABES-PR se reuniu em parceria com outras instituições parceiras: Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais (APEAM), Conselho Regional de Engenharia e Agricultura (CREA-PR), Hidrogeron Tratamento de Aguas e Esgotos, Instituito de Engenharia do Paraná (IEP), as Câmaras Temáticas de Reúso e de Tratamento de Esgoto da ABES, INTC ETEs Sustentáveis) e organizaram o III Simpósio Internacional de Reúso da Água – Cidades inteligentes e sua relação com a água. A programação inclui convidados internacionais, com palestras especializadas para debater o tema. Com duração de seis dias, a iniciativa será realizada de 16/11 a 23/11/20, será 100% online, aberta a população e totalmente gratuita. A transmissão será pelo YouTube e para participar é necessário inscrição no link http://abes-dn.org.br/?p=35582

PÚBLICO – A proposta do III Simpósio Internacional de Reúso de Água é aprofundar o conhecimento sobre o assunto, abrir o debate com a sociedade de forma próxima e ampla, além de inspirar novas práticas de gestão deste recurso tão preciso e finito que é a água. A diretora da ABES-PR declara que, “o evento será totalmente online e 100% gratuito para que justamente a população possa participar e entender a relevância do assunto. Gestores públicos, legisladores, técnicos, engenheiros, pesquisadores, especialistas e estudantes universitários são bem-vindos. Além da troca de experiência também desejamos aprender com a experiência de outros países que já estão à frente na iniciativa de reúso da água”, finaliza Karen.

PROGRAMAÇÃO – III Simpósio Internacional de Reúso da Água – Cidades inteligentes e sua relação com a água

DIA 16/11/20 Abertura: 16h00 – 16h20 Moderador: Prof. Dr. Miguel Mansur Aisse – UFPR

Palestra 1: 16h20 – 16h50 Tema: Reúso da água como instrumento de gestão em cidades inteligentes Palestrante: Prof. Dr. Arlindo Philippi Junior – USP

Palestra 2: 17h10 – 17h40 Tema: Visão geral do reúso de água no Brasil Palestrante: Prof. Dr. José Carlos Mierzwa CIRRA – Centro Internacional de Referência em Reúso de Água

Dia 17/11/20 Abertura: 16h00 – 16h10 Moderadora: Dra. Karen J. Amaral – ABES PR

Palestra 1: 16h10 – 17h00 Tema: Potencialidades e barreiras da implementação do reúso de água Palestrante: Menahem Libhaber – Consultor Banco Mundial

Palestra 2: 17h00 – 17h50 Tema: A evolução e os cases de sucesso do reúso de água no contexto internacional Palestrante: Daniel Nolasco – IWA

DIA 18/11/20 Abertura: 16h00 – 16h10 Moderador: Profa. Dra. Selma Cubas – ABES PR, UFPR Painel 1: 16h10 – 18h00 – Tema principal: Bioeconomia e o reúso da água

Debatedor 1: Dr. Gustavo Rafael Collere Possetti – Gerência de Pesquisa e Inovação da SANEPAR e Coordenador da Câmara Temática de Tratamento de Esgotos da ABES

Debatedor 2: Profa. Dra. Semida Silveira – Estocolmo, Suécia

DIA 19/11/20 Abertura: 16h00 – 16h10 Moderador: Prof. Dr. Eduardo Felga Gobbi – IEP, UFPR Painel 2: 16h10 – 18h00 – Tema principal: Por que no Brasil o reúso não se desenvolveu de forma sistêmica?

Debatedor 1: Prof. Dr. Rafael K. Xavier Bastos – UF Viçosa

Debatedor 2: Eng. Pedro Luiz Prado Franco – Gerente de Planejamento e Desenvolvimento

da SANEPAR

DIA 20/11/20 Abertura: 16h00 – 16h10 Moderador: Prof. Dr. Ramiro Gonçalves Etchepare – UFPR

Painel 3: 16h10 – 18h00 – Tema principal: Reúso descentralizado, estudo de caso reúso predial Debatedor 1: Prof. Dr. Ricardo Franci Gonçalves – UFES

Debatedor 2: João Vitor Gallo – Petinelli Soluções em Greenbuilding

DIA 23/11/20 – Abertura: 16h00 – 16h10 Moderador: Prof. Dr. Cristovão Vicente S. Fernandes – UFPR

Painel 4: 16h10 – 18h00 – Tema principal: O que precisamos para ter segurança no reúso (legislação, monitoramento), quem deve controlar? Quem deve estar envolvido no sistema? Debatedor 1: Flavio Silva Machado – SABESP

Debatedor 2: Eng. Ambiental Bruno Tonel Otsuka

Debatedor 3: Roberto Serta – Representante do CREA PR

CAMPANHA CONTRA O DESPERDÍCIO – Além do Simpósio Internacional ser 100% online e gratuito, a ABES-PR também criou uma campanha educativa para ajudar a conscientizar a população sobre o uso racional da água. Cartazes podem ser utilizados gratuitamente por empresas e instituições para alertar sobre o desperdício da água. O material é ofertado sem custo para quem deseja apoiar a causa. Basta acessar o site, baixar o arquivo e imprimir.

CURIOSIDADE – Dia Mundial do Vaso Sanitário 19 de Novembro

O World Toilet Day, como é conhecido internacionalmente, ajuda a conscientizar as pessoas e os governos sobre a enorme quantidade de pessoas que não possuem acesso à um vaso sanitário limpo e com sistema de saneamento adequado. A falta de saneamento básico de qualidade facilita a proliferação de doenças perigosas, como malária e a diarreia, que afeta principalmente as crianças e os recém-nascidos. O Dia Mundial do Vaso Sanitário foi oficializado pela Organização das Nações Unidas – ONU em julho de 2003, realizando, desde então, atividades e discussões que conscientizem os governos de todos os países sobre a importância de assegurar um saneamento adequado para toda a população. Quem teve a ideia de decretar o Dia Mundial do Vaso Sanitário em 19 de Novembro e apresentou a proposta para a ONU foi Cingapura, que enfrenta grandes problemas nesta questão. Toda essa iniciativa surgiu a partir da Organização Mundial do Vaso Sanitário (World Toilet Organization), fundada em 2001, pelo empresário cingapuriano Jack Sim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui