Comissão ‘Mais Vacinas’ realiza primeira reunião

0
256
Vacina
Vacina

Durante a primeira reunião da Comissão Especial “Mais Vacinas” da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), os prefeitos decidiram enviar um ofício para o secretário de Estado da Saúde do Paraná, Carlos Alberto Gebrim Preto, o Beto Preto; e outro para a direção do Consórcio Conectar. O encontro virtual foi realizado na tarde desta segunda-feira (14).

No primeiro documento, o colegiado pede a intermediação do secretário Beto Petro para que o Ministério da Saúde reavalie a quantidade de doses a ser distribuídas para as cidades da região, por causa da defasagem populacional existente. Os gestores alegam que o Censo mais recente é de 2010 e que, em uma década, os municípios experimentaram um crescimento acelerado.

Defasagem

Floresta, por exemplo, dobrou de tamanho. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município tem 6.851 habitantes. O cadastro da prefeitura, no entanto, aponta que estão ativas 4.500 ligações residenciais de água. Com uma média de três pessoas, por imóvel, a população é de 13.500 habitantes. Mandaguaçu tem realidade semelhante. Pelas ligações de água, o município tem 12.500 residências ativas. O que corresponde a uma população de 37.500 habitantes. Pelo IBGE, são 23.100 habitantes.

Para o presidente da Comissão, prefeito de Marialva, Victor Celso Martini, o Censo desatualizado já provoca prejuízos financeiros suficientes, principalmente, na distribuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), principal fonte de recursos da maioria das prefeituras. “Se o Governo Federal mantiver a distribuição das vacinas pelos dados do IBGE, não vamos atingir a cobertura vacinal ideal para controlar a pandemia”, destaca.

Negociação

Em relação ao ofício endereçado ao Consórcio Conectar, a Comissão busca informações sobre o processo de negociação para a compra direta de vacinas. O consórcio foi criado, a partir de uma iniciativa da Frente Nacional de Prefeitos, justamente para importar os imunizantes. “Queremos saber em que pé está o contato com os laboratórios internacionais. Se há previsão da chegada de algum lote e da quantidade de doses”, ressalta Martini.

Além do prefeito de Marialva, o colegiado é formado por Suzie Aparecida Pucillo Zanata, de Astorga; Carlos Eduardo Armelin Mariani, o Duda, de Atalaia; Ivonéia de Andrade Aparecido Furtado, a Enfermeira Ivonéia, de Mandaguari; Victor Celso Martini, de Marialva; Marcondes Araújo da Costa, o Doutor Marcondes, de Munhoz de Mello; e Moacir Olivatti, de Nova Esperança. Na primeira reunião, o prefeito de Maringá, Ulisses Maia, foi representado pelo secretário Municipal de Assuntos Metropolitanos e Institucionais, Fausto Eduardo Herradon. O diretor da 15ª Regional de Saúde, Ederlei Ribeiro Alkamim, também participou do encontro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui