Cão da PM auxiliará em programa de saúde mental de profissionais da segurança

0
197
Cão da PM auxiliará em programa de saúde mental de profissionais da segurança
Cão da PM auxiliará em programa de saúde mental de profissionais da segurança

O Centro de Atenção Psicossocial do programa Prumos de Londrina terá um novo integrante. Trata-se do Mike, um Golden Retriever brincalhão que está sendo treinado pela Polícia Militar da região para auxiliar os pacientes acolhidos. O Prumos foi criado pela Secretaria da Segurança Pública para cuidar da saúde mental dos policiais civis e militares, agentes penitenciários, peritos e seus familiares.

Mike ajudará os profissionais no processo de desenvolvimento da interação social e no acompanhamento das sessões de atendimento aos pacientes. O coordenador do Prumos em Londrina, tenente Danilo Alexandre Mori Azolini, explica que o cão atuará junto com psicólogas e assistentes sociais.

“A ideia é que ele participe, de forma complementar, no acompanhamento do tratamento dos nossos policiais e seus familiares, como um agente de amor e de acolhimento”, afirma. “Há uma importância imensurável na aplicação de cães no contato direto com a comunidade, em ações sociais. Um cão como Mike tem o poder de gerar respeito, segurança, acolhimento e afeto”.

A psicóloga do Prumos de Londrina, Lenita Balekian, explica que Mike tem apenas quatro meses e ainda não participou oficialmente das atividades no centro de atendimento. Mesmo assim, só a presença dele no centro de saúde já alegra quem chega para as consultas. “Ele demonstra ser muito amável e as crianças e adultos já tiveram uma resposta positiva com a presença dele, mesmo sem uma aplicabilidade formal”, destaca.

Ela conta que duas crianças que tiveram contato mais próximo com o Mike apresentaram melhora no quadro psicológico. “Pedimos autorização dos pais para que o atendimento ocorresse com o cão. Eram crianças que não falavam e interagiam pouco, mas com a presença dele houve efeitos positivos, como a redução da ansiedade e estímulo da verbalização, sentimentos e interação social. O resultado nos surpreendeu”, complementa.

A profissional diz, ainda, que a aplicação do cão com o público infantil pode trazer muitos benefícios no tratamento de questões de saúde mental. “Podemos trabalhar vários quesitos como ansiedade, limites de tempo, afeto, entre outros. No Prumos vamos trabalhar o Mike como auxiliar nas terapias”, arremata.

TREINAMENTO – O tenente Azolini explica que o cão é naturalmente qualificado para que haja essa interação com os pacientes que buscam o apoio do Prumos. “Algumas raças possuem aptidões únicas e de emprego prático em hospitais, asilos, creches, clínicas de reabilitação e outras instituições de maior contato humano. A raça Golden Retriever é uma dessas. Podemos trabalhar com estas habilidades junto à equipe técnica para promover um melhor atendimento que, por meio do cão, é facilitado”, diz.

A rotina de Mike é dividida entre os treinamentos no 5º Batalhão de Polícia Militar (5° BP), feitos por policiais militares capacitados, e as visitas ao Centro do Prumos. Depois de ter seu adestramento aprovado pelos policiais do batalhão e pela equipe de psicologia, ele será aplicado tanto nos atendimentos presenciais de Londrina, quanto em possíveis acompanhamentos domiciliares aos militares que são assistidos pelo programa.

PRUMOS –O programa, que atende todo o Estado, foi criado pela Secretaria da Segurança Pública, por meio da Assessoria de Planejamento Estratégico e Gestão de Projetos. O objetivo é oferecer suporte à saúde mental dos policiais militares e civis, bombeiros militares, agentes penitenciários e peritos oficiais, além se seus familiares. Por ficarem expostos a situações de violência, estresse e pressão, precisam de acompanhamento adequado para manter o equilíbrio emocional e garantir o pleno desenvolvimento de suas atividades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui