Prefeitura de Araucária causa indignação ao convidar Temer para palestra e protestos são marcados

0
1080
Prefeitura de Araucária causa indignação ao convidar Temer para palestra e protestos são marcados
Prefeitura de Araucária causa indignação ao convidar Temer para palestra e protestos são marcados

Ex-presidente é responsável pela implantação do PPI, política de preços que fez os combustíveis atingirem patamares históricos.

Às custas da população de Araucária, o prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) convidou Michel Temer para ministrar uma palestra sobre reformas constitucionais. O evento privado acontece nesta quarta-feira (03), às 09h, no salão Nobre da prefeitura.

A escolha do palestrante chama a atenção, uma vez que o ex-presidente é responsável por boa parte dos problemas que os brasileiros amargam atualmente. Graças ao seu mandato, nunca o consumidor pagou tão caro para abastecer o veículo, as reformas de seu governo levaram o país a elevadas taxas de desemprego, além do desinvestimento na saúde e educação.

Em 2016, Temer implantou a política de Preços de Paridade de Importação (PPI), que precifica os combustíveis e o gás de cozinha de acordo com a cotação do dólar e do barril de petróleo no mercado internacional. Os aumentos se tornaram cada vez mais frequentes. Só neste ano, a gasolina já acumula alta de 73,4% nas refinarias, enquanto o diesel subiu 65,3%.

Sob a promessa de gerar mais empregos, Temer também sancionou a reforma trabalhista, em 2017. Na prática, a reforma retirou diversos direitos dos trabalhadores e precarizou ainda mais as condições de trabalho. De acordo com o IBGE, a taxa de desemprego no 2º trimestre de 2021 foi de 14,1%. O número de desalentados, ou seja, aqueles que desistiram de procurar emprego, é de 5,6 milhões. Nunca na série histórica da pesquisa o número de trabalhadores por conta própria foi tão alto: 25,2 milhões.

Isso sem falar da PEC 55, que congelou os investimentos em saúde e educação por 20 anos, o que colaborou diretamente para o caos vivenciado pela população durante a pandemia.

Apesar de suas reformas irem contra os interesses da população, ainda assim essa foi a escolha da prefeitura de Araucária para supostamente capacitar seus funcionários, tudo com dinheiro público. Para manifestar a indignação dessa escolha, entidades sindicais e movimentos sociais programaram uma recepção “calorosa” ao ex-presidente. A manifestação acontecerá também nesta quarta-feira, em frente à prefeitura de Araucária, às 8h30.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui