Secretário de Esporte e Turismo do Paraná se reúne com 200 pessoas de 60 municípios em Maringá.

0
177

A vinda do secretário de Estado do Esporte e Turismo do Paraná, deputado licenciado Douglas Fabrício, a Maringá foi valorizada pelos chefes do executivo que integram a Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (AMUSEP) e fundamentalmente pelos acadêmicos e professores de educação física e profissionais de outras áreas, que se inscreveram no evento “Projetos Esportivos e Sociais – alternativas de financiamento”, realizado na tarde de quinta-feira (23), na AMUSEP, com a presença de 30 prefeitos e assessores e no auditório do Colégio Adventista com 200 inscritos de 60 municípios.

O evento foi dividido em duas etapas. Na primeira, realizada na AMUSEP e que teve à frente o presidente da entidade, Fausto Herradon, o secretário Douglas Fabrício conversou diretamente com os prefeitos da região. Nela abordou temas pertinentes ao esporte, como por exemplo, o apoio do estado às equipes que representam o Paraná em competições nacionais, sobre quadra multiuso, iniciativa apresentada recentemente ao lado do governador Beto Richa na capital do Estado, e que o secretário tem como objetivo levar para os municípios do interior, em parceria com os prefeitos, e o secretário ainda valorizou o projeto Talento Olímpico Paranaense (TOP), que apoia atletas em praticamente todas as regiões do Paraná.

“No Estado, nós temos um projeto chamado TOP, que é um projeto que o governador Beto Richa criou, e que é sucesso no estado e também no Brasil. É o maior projeto de apoio a atletas do Brasil. Esse projeto é em parceria com a Copel e que nós já investimos em torno de R$ 20 milhões, e todas as regiões têm sido atendidas. São atletas em nível escolar, e em nível de rendimento. São atletas que se destacam nos nossos jogos oficiais e que hoje alguns estão inclusive competindo. Nós conseguimos levar para as Olimpíada do Rio de Janeiro 40 atletas, paraatletas e técnicos, que a bolsa também atende aos técnicos. Conseguimos ganhar duas medalhas, a medalha da Ághata Bednarczuk, no vôlei de praia e a medalha do Marcelo Santos, da bocha, que tiveram o apoio do governo para as disputas”, comentou

Sobre a Lei do Esporte Estadual, o secretário disse que “Nós estamos solicitando aos municípios uma organização nesta iniciativa. Nós, inclusive, já criamos a lei, mas não foi regulamentada, mas pretendo até o fim de nossa gestão, deixar essa lei regulamentada, porque vai mudar o Paraná a ampliar os recursos para o esporte. Em nível federal tem uma lei que nos tem ajudado muito, que é a Lei do 1%, e que já tem uma discussão para ampliar para 3%. Por exemplo: Se você pegar aqui em Maringá, tem um time de vôlei, e esse time tem parceria com o governo do Paraná, através da nossa secretaria, e da Copel e da Sanepar. Em Campo Mourão tem um time de basquetebol, que também representa o Paraná em nível nacional. Por isso, também tem o apoio da lei federal, também através da Copel, da Sanepar e do governo estadual. Ou seja, as leis para o esporte ajudam muito, em todos os níveis. Citei dois exemplos de rendimento, mas também estamos trabalhando com a lei para termos o apoio ao básico também. Como investimento na classe escolar, no nível de participação. O objetivo é fazer com que as secretarias dos municípios tenham mais recursos”, frisou.

Turismo é marketing positivo e estratégia de desenvolvimento

Na sequência, o presidente da Paraná Turismo, Jacó Garcia Gimenes, colocou o turismo como marketing positivo e estratégia de desenvolvimento.

“Os municípios estão organizando Plano Plurianual (PPA). Um lembrete para os prefeitos que estão iniciando agora e os que estão no segundo mandato. Não se esqueçam do capítulo turismo. Hoje é fundamental o Turismo como marketing positivo, estratégia de desenvolvimento, e também com acesso a recursos. Lembro que hoje o turismo está institucionalizado. Existe hoje o mapa do turismo brasileiro, que também é o mapa dos recursos. Os municípios que não entraram no mapa, por alguma razão, criaram alguma situação ruim para os gestores. É importante até para se conseguir recurso federal. A primeira observação em nível nacional é se o município está no mapa. Isso acontece porque a Confederação Nacional dos Municípios pressionou o governo Federal, e agora temos a possibilidade, no segundo semestre, de alguns municípios entrarem no mapa. E nós estamos fazendo uma mudança no Paraná Turismo, junto com o Douglas (Fabrício), para mostrar o seguinte: se o Paraná é líder em agronegócios, nós podemos mudar uma posição, entre ser ou não turístico, assumindo uma condição e colocando o Paraná no ranking nacional. Isso é possível”, projetou.

CREF não quer apenas fiscalizar

O presidente do Conselho Regional de Educação Física do Paraná (CREF9/PR), Antonio Eduardo Branco, disse que o objetivo hoje não é apenas fiscalizar, mas também o de buscar parcerias. “O Conselho hoje para ser dinâmico ele não pode apenas fiscalizar. Ele tem que ser parceiro. E nós fizemos ótimas parcerias com o secretário de Esporte Douglas Fabrício. E agora o CREF9 resolveu estender para todas as associações de municípios. Quero dizer que hoje nós temos 28 cursos em excelência. Naeducação física escolar, pratica desportiva, área recreacional, área fitness e academias. Temos cursos desenvolvidos em cidades-pólo ou próximos a cidades-pólo. O objetivo é reunir profissionais dos municípios em cursos a custo zero. O CREF banca a estadia, translado, alimentação e a capacitação, que pretendemos levar para os gestores, secretários de esportes, e também pretendemos fazer para técnicos esportivos e secretários municipais. Aí também se discute sobre a responsabilidade civil e criminal dos secretários, da responsabilidade do profissional de educação física”.

Prefeito de Maringá interessado em quadra multiuso

O prefeito de Maringá, Ulisses Maia, demonstrou claramente que tem interesse em instalar quadras multiuso na cidade. “Estamos à disposição do secretário, e gostaria de projetos para a área de esporte e lazer. Tenho visto a quadra de grama sintética, e a gente tem muito interesse nisso. A gente tem muito interesse em oferecer o lazer e o esporte e recreação para a população, principalmente nos bairros, e também nos demais municípios da região. Então, se a gente puder viabilizar isso, com certeza, os recursos serão bem aplicados e nós vamos trabalhar bastante para que haja um retorno para a nossa população”, frisou

Encontro no Adventista com grande público

No auditório do Colégio Adventista uma plateia de 200 pessoas, representando 60 municípios. Acadêmicos, profissionais de educação física, professores e de outro ramo profissionais. O cronograma sofreu alteração apenas em sua abertura, que teve a auditora fiscal da Receita Estadual do Paraná, Marta Gambini, coordenadora do Programa Nota Paraná da Receita Estadual, que falou sobre ´Nota Paraná: Uma fonte de renda para o esporte e lazer paranaense´

Na sequência, após o evento na AMUSEP, o secretário de Estado de Esporte e Turismo, Douglas Fabrício, citou sobre força do esporte estadual, das quadras multiuso, e da ideia de se colocar em prática a lei estadual do esporte, momento em que foi bastante aplaudido.

Também realizaram palestras, o presidente da Paraná turismo, Jacó Garcia Gimenes – ´O esporte e o Turismo como áreas estratégicas para o desenvolvimento do Paraná´.

O presidente do CREF9/PR, Antonio Eduardo Branco, sobre ´O papel do profissional de Educação Física nas políticas públicas do Esporte e Lazer no Paraná´.

O evento estadual terminou com o professor e pesquisador docente de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Décio Roberto Calegari. E o assunto de muito interesse aos presentes, que realizaram vários questionamentos. ´Captação de recursos para Projetos Esportivos e Sociais: elaboração de projetos, fontes de recursos e prestação de contas´.

Participantes e municípios

O “Projetos Esportivos e Sociais – alternativas de financiamento” contou com a participação de acadêmicos e professores de educação física, e profissionais graduados em outras áreas, como no jornalismo, administração de empresa, ciências contábeis, direito, turismo, marketing, pedagogia, odontologia, gastronomia, ciências biológicas, informática, administração pública, geografia, além de estudantes do ensino médio e professor aposentado, que representaram os municípios de Alto Paraná, Amaporã , Andirá, Ângulo, Apucarana, Arapongas, Assaí, Astorga, Atalaia, Barra do Jacaré, Campo Mourão, Colorado, Corbélia, Cornélio Procópio, Cruzeiro do Sul, Doutor Camargo, Floraí, Floresta, Florestópolis, Flórida, Goioerê, Guairaçá, Guairá, Iguaraçu, Itaguajé, Itambé, Ivaiporã, Jandaia do Sul, Loanda, Lobato, Londrina, Mandaguaçu, Mandaguari, Marialva, Mandaguari, Maringá, Munhoz de Mello, Nossa Senhora das Graças, Nova Esperança, Ourizona, Paiçandu, Paraíso do Norte, Paranacity, Paranavaí, Ponta Grossa, Porto Rico, Roncador, Rondon, Santa Fé, Santa Isabel do Ivaí, Santo Inácio, São Carlos do Ivaí, São Jorge do Ivaí, São Pedro do Paraná, Sarandi, Terra Rica, Tuneiras do Oeste, Uniflor, Uraí e Vera Cruz do Oeste.

Organização AMUSEP e SEET

Os eventos na Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (AMUSEP) e da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo do Paraná (SEET), por intermédio do Escritório Regional, e teve o apoio institucional da Secretaria de Estado da Educação (SEED), através do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Maringá, Rede de Turismo Regional (RETUR), Colégio Adventista de Maringá, Conselho Regional de Educação Física do Paraná (CREF9/PR), Maringá Convention & Visitors Bureau e Associação Comercial de Maringá.

for-peças

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui