Portaria libera academias, mas sob regras rígidas de higiene

Acesse o link para entrar no grupo do Telegram do O diário de Maringá https://t.me/odiariodemaringa

A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Saúde, publicou nesta sexta, 15, portaria autorizando o funcionamento de academias, incluindo aquelas que funcionam em condomínios, a partir de segunda, 18, das 6 às 21 horas. O documento impõe diversas exigências, entre elas o uso de máscaras por alunos, professores e funcionários. Também prevê somente treinos agendados com ocupação máxima de um aluno a cada 25 m2.
Cada aluno também deve receber, na entrada da academia, um kit de limpeza (álcool e lenço/papel toalha) para que seja feita a higienização dos aparelhos antes e depois do uso. Tapete umedecido com produto sanitizante também deve ser posicionado na entrada. Aulas devem ter duração máxima de 40 minutos, com 20 minutos remanescentes utilizados na higienização do espaço utilizado pelos alunos. Dispensers com papel toalha devem ser distribuídos em pontos estratégicos.
A retomada das atividades no segmento foi definida pelo decreto 637, de 8 de maio, atribuindo à Secretaria de Saúde a publicação de normas de prevenção, alinhadas com os protocolos de prevenção ao coronavírus. “Definimos um conjunto de medidas bastante rigoroso, pois entendemos que, por sua natureza, a atividade exige cuidados adicionais de higienização”, afirma Jair Biatto, secretário de Saúde do município.  
A retomada gradual das atividades econômicas é compatível com o entendimento da disseminação do vírus e sua taxa de transmissão. Graças às medidas preventivas adotadas nos primeiros momentos da pandemia, a taxa de positividade para o vírus e ocupação hospitalar está dentro de parâmetros adequados, que permitem medidas de flexibilização. No entanto, é necessário protocolos refinados de controle para as academias. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui