BNDES disponibiliza R$ 5 bi para micro, pequenas e médias empresas

0
480

Acesse este link para entrar no grupo O diário de Maringá no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/CyOAD8ipNlUEr9ymsk6N2u
Acesse o link para entrar no grupo do Telegram do O diário de Maringá https://t.me/odiariodemaringa

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) alcançou ontem (3) na linha de empréstimo para capital de giro o total de R$5 bilhões para micro, pequenas e médias empresas. O valor estava previsto no plano inicial de enfrentamento ao novo coronavírus, apresentado pelo banco de fomento em março, no início da pandemia de covid-19.

Segundo o BNDES, já foram aprovadas 16.318 operações com 15.094 empresas, que empregam 372.800 pessoas, com valor médio de R$ 318 mil por operação. Como a pandemia ainda não acabou, o programa vai ser ampliado até o fim do ano, com a disponibilização de mais R$5 bilhões.

“Devido ao sucesso da iniciativa, e considerando a extensão da pandemia e dos impactos econômicos para as micro, pequenas e médias empresas, o Banco vai disponibilizar mais R$ 5 bilhões para novos empréstimos pela linha, que terá sua vigência ampliada de 30 de setembro para 31 de dezembro de 2020”, informou o banco.

O BNDES informa que o principal setor econômico contemplado pela linha de empréstimo foi o de comércio e serviços, que adquiriu 79,7% dos recursos, seguido pelo de indústria de transformação (19,5%). O agronegócio ficou com 0,7% dos recursos e a indústria extrativista, 0,1%.

O objetivo do Crédito Pequenas Empresas nesta segunda etapa será o mesmo, segundo o banco. “Oferecer recursos para o uso livre das empresas, de maneira simples e ágil, por meio dos agentes financeiros parceiros (cooperativas de créditos e bancos comerciais, públicos ou privados)”. Atualmente, o BNDES conta com 31 agentes parceiros atuando nos estados.

Podem solicitar o financiamento empresas com faturamento de até R$ 300 milhões anuais. O valor liberado é de até R$ 70 milhões por ano, com carência de até 24 meses e prazo para pagamento de até 60 meses. As taxas de juros são negociadas entre a empresa e o agente financeiro.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

COMPARTILHAR
Artigo anteriorReceita diz que vendas em junho cresceram 10,3%
Próximo artigoMaringá :Novo decreto reforça medidas restritivas para favorecer isolamento social
Nascido em Maringá, Annibal se formou em Direito e atua como empresário no setor moveleiro e no agronegócio, tendo iniciado sua carreira associativista no COPEJEM. Atuou e presidiu diversas instituições como Rotary, Instituto Bianchini, Conselho do Comércio e APAE. Foi candidato a vereador em 2016 e a Prefeito em 2020 em Maringá. Aluno formado no RenovaBR, recebeu prêmio Destaque do Sul do Brasil no projeto Renovar o Brasil de 2019. Recebeu 18º prêmio Working de Jornalismo da Revista Conexão Paraná sendo escolhido como personalidade do ano por seus projetos sociais. Colunista no Blog Café em Pauta e no O Diário de Maringá. Comentarista no programa Paraná Notícias da Band sobre empreendedorismo. É um pé-vermelho apaixonado por sua cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui