Sicredi disponibiliza R$ 50,6 bilhões para safra 2022/2023

Serão disponibilizados R$ 10,5 bilhões via Pronaf, volume 41% maior do que o verificado no ano-safra passado
Serão disponibilizados R$ 10,5 bilhões via Pronaf, volume 41% maior do que o verificado no ano-safra passado

Nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, a instituição irá disponibilizar R$ 15 bilhões para produtores associados. Montante é 79% superior ao ofertado na safra passada 

O Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 6 milhões de associados e presença em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal, disponibilizará mais de R$ 50,6 bilhões aos produtores rurais no Plano Safra 2022/2023. O valor representa um aumento de 33% em relação ao concedido no ano-safra anterior e a projeção é que os recursos sejam disponibilizados em cerca de 272 mil operações. O Sicredi é a segunda maior instituição financeira do Brasil em crédito rural.

Prefeitura de Maringá abre a semana com a oferta 581 vagas na Agência do Trabalhador

Desse total, a expectativa do Sicredi é disponibilizar R$ 27,6 bilhões para operações de custeio, R$ 11,1 bilhões para investimentos e R$ 1,5 bilhão para comercialização e industrialização. Além desses valores, a projeção de conceder R$ 10,4 bilhões por meio de Cédulas de Produtor Rural (CPR).  

Com foco em atendimento aos pequenos e médios produtores, serão disponibilizados R$ 10,5 bilhões via Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), volume 41% maior do que o verificado no ano-safra passado, e de R$ 9,6 bilhões via Pronamp (Programa de Apoio ao Médio Produtor Rural), alta de 43%. A previsão é de mais de 199 mil operações para esses públicos, o que representa 83% do total da safra. 

“Temos uma história secular de muita proximidade com o agronegócio. Nosso objetivo é estar sempre próximos aos produtores, conhecer de perto suas necessidades e peculiaridades em cada local, para assim podermos oferecer a nossa consultoria da maneira mais adequada possível para cada realidade”, afirma o diretor executivo de Crédito do Sicredi, Gustavo Freitas.

Para produtores rurais associados dos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, a instituição financeira cooperativa prevê disponibilizar aproximadamente R$ 15 bilhões para atender operações de custeio e investimento. O valor representa uma alta de cerca de 79% em relação à safra anterior. “Boa parte desse crescimento  é resultante do aumento nos custos de produção das atividades agropecuárias. A nossa expectativa é gerar mais de 82 mil operações de crédito nos três estados”, comenta o gerente de Desenvolvimento de Negócios da Central Sicredi PR/SP/RJ, Gilson Farias.

Do total a ser liberado pelo Sicredi nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, cerca de R$ 3,4 bilhões (23%) serão destinados ao financiamento realizado por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf);  R$ 4 bilhões (25%) pelo Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp); e aproximadamente  R$ 7,5 bilhões (52%)  para demais produtores. 

O Sicredi já está recebendo as propostas de financiamento para o Plano Safra 2022/2023, que vai até o final de junho do próximo ano. Antes de solicitar o crédito, o produtor rural associado deve fazer o planejamento da próxima safra (considerando o que vai plantar, qual é a área de cultivo e o orçamento necessário com base na análise de solo e sob orientação técnica quanto ao uso dos insumos e os demais serviços que serão utilizados). Depois disso, munido de todas essas informações, o associado poderá procurar a sua agência ou utilizar os canais digitais como o aplicativo do Sicredi ou o WhatsApp para dar andamento à contratação do crédito.

Balanço da safra 2021/2022 no Sicredi

No ano-safra 2021/2022, o Sicredi liberou um volume recorde de crédito rural. Foram R$ 38,2 bilhões aos produtores em mais de 251 mil operações, considerando também R$ 7,4 bilhões em CPR, número expressivo e que representa um crescimento de 359% na comparação com o ano-safra anterior. Devido ao cenário de elevação das taxas de juros no período, as CPRs foram uma alternativa muito utilizada para o financiamento da atividade rural. Somente para a agricultura familiar, no ciclo 2021/2022 de safra foram R$ 7,4 bilhões e para os agricultores de médio porte foram destinados R$ 6,8 bilhões. Os dois públicos foram atendidos por meio de 189.673 mil operações.  

Nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, o Sicredi liberou aproximadamente R$ 8,5 bilhões em 55 mil operações de custeio e investimento no Plano Safra 2021/2022. Para Farias, o relacionamento próximo e a parceria com o produtor rural ajudam a explicar os números positivos registrados pela instituição financeira cooperativa. “No Sicredi, o crédito é disponibilizado de maneira consciente garantindo a melhor opção para o produtor rural fomentar o crescimento de sua propriedade e, por consequência, da comunidade onde está inserido. E este é o nosso papel: gerar um ciclo virtuoso para uma sociedade mais próspera”, finaliza o gerente.  

Sobre o Sicredi 

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento de seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. Possui um modelo de gestão que valoriza a participação dos mais de 6 milhões de associados, que exercem o papel de donos do negócio. Com mais de 2.200 agências, o Sicredi está presente fisicamente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal, disponibilizando mais de 300 produtos e serviços financeiros. 

 Site do Sicredi: www.sicredi.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui