Dia do Orgasmo: Doutor César Patez lista 5 benefícios do orgasmo para a saúde das mulheres

0
410
Dia do Orgasmo
Dia do Orgasmo

Ginecologista e obstetra César Patez elenca vantagens do orgasmo que vão além do prazer sexual

A sensação de orgasmo é boa e todo mundo gosta! No Dia Mundial do Orgasmo, comemorado neste sábado (31), você tem ainda mais motivos para celebrar a data com o parceiro ou parceira, principalmente depois de conhecer diversas vantagens de chegar ao ápice do prazer.

“Há uma contração involuntária dos músculos do assoalho pélvico, das pernas e até dos braços. A respiração fica mais acelerada e ofegante e a mulher sente ondas de calor da ponta dos pés à cabeça. Outros sinais de que você está no caminho certo são o aumento da lubrificação vaginal e o inchaço do clitóris”, explica o ginecologista e obstetra César Patez.

Segundo o profissional, o orgasmo pode ser classificado de várias maneiras, sendo o mais comum e conhecido o clitoriano. “Mas não é uma regra: pode ocorrer em outras partes da pelve, como vagina, ânus, mamilos ou até mesmo em regiões menos comuns”, cita.

Contudo, um dos principais desafios é, de fato, “chegar lá”. Por conta do tabu que ronda o orgasmo feminino, muitas mulheres nunca atingiram o ápice do sexo.

“Existe uma crença de que as mulheres têm mais dificuldade de chegar ao orgasmo do que os homens e é verdade, tanto por fatores culturais quanto por fatores psicossomáticos, que também influenciam bastante. As causas orgânicas podem envolver 20 a 40% dos casos, como tabagismo, diabetes, endometriose, miomas, menopausa, doenças vasculares e outras.”

César lista cinco vantagens do orgasmo para as mulheres que vão além do prazer sexual. Confira!

Aliviar dores e tensões
Há estudos que apontam para o orgasmo como um analgésico. “Seja por meio da masturbação, brincadeiras ou relações sexuais, um orgasmo pode liberar a pressão, permitindo que seu corpo relaxe e alivie dores e tensões”, observa.

Diminui o estresse
O orgasmo reduz a produção do hormônio natural do estresse pelo nosso corpo, o cortisol. “Além disso, o estresse tende a diminuir pela estabilidade emocional que alcançamos durante a atividade sexual”, acrescenta.

Melhora o sono
Quem diria que a insônia poderia ser solucionada com prazer, não é mesmo? Para o especialista, o orgasmo é uma forma natural de incentivar nosso corpo e mente a descansar. “Durante este período, seu corpo está liberando naturalmente o hormônio oxitocina. Além de outras funções, ele regula vários processos do cérebro, incluindo o sono.”

Protege o coração
Um estudo do Instituto Nacional de Saúde dos EUA analisou os efeitos dos hormônios para a saúde feminina, principalmente entre aquelas na fase da menopausa. Os pesquisadores concluíram que as mulheres que faziam tratamento com estrogênio apresentaram riscos bem menores de doenças cardíacas. “Como se sabe, o orgasmo eleva os níveis de estrogênio na mulher, sendo, portanto, comprovada a influência do sexo na redução de complicações cardíacas”, afirma.

Fortalece a imunidade
“Ter uma vida sexual ativa aumenta a quantidade de um anticorpo conhecido como Imunoglobulina A (IgA), responsável pela proteção do organismo de infecções, gripes e resfriados”, finaliza.
DR. CESAR PATEZ

Dr. César Patez é ginecologista obstetra especialista em laparoscopia, histeroscopia, endometriose e cirurgia íntima

Dr. César Patez

feminina. Ele atende diversas pacientes em seu consultório no estado do Espirito Santo e compartilha e compartilha conteúdo de qualidade sobre saúde da mulher em suas redes sociais, que somam mais de 60 mil seguidores. Ele aborda assuntos como: associação síndrome do ovário policístico a maior risco de Covid-19; Gestantes e lactantes: cuidados com a pandemia; adenomiose, cirurgia íntima; menstruação e a relação com covid; miomas uterinos, pólipos uterinos; entre outros assuntos relacionados à saúde da mulher.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui